segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Mateus 6: 6-13


Mateus 6: 6-13


Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.







E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos







Não vos assemelheis, pois, a eles;







      porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho                             pedirdes






  


Portanto, vós orareis assim: 






Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;





Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;



                                                  
                                                        O pão nosso de cada dia nos dá hoje;
                                                     



   E perdoa-nos as nossas dívidas, assim 
                               


                                                         como nós perdoamos aos nossos devedores;                  



 E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal  


                       

 porque teu é o reino,e o poder, e a glória,


                                                              para sempre. Amém.


                                                                                 Mateus 6: 6-13